quinta-feira, outubro 17, 2019

Dire Straits na Best, junho de 1979

Da mesma edição da revista francesa Best que há pouco aqui trouxe, com data de junho de 1979, ficam nesta publicação reproduzidas as páginas dedicadas aos Dire Straits em artigo da autoria de Hervé Picart.







segunda-feira, setembro 09, 2019

As novas de Greta Van Fleet e The Magpie Salute

Hoje como sugestão para escuta deixo duas novas canções de dois dos melhores projetos do panorama Rock internacional da atualidade: Greta Van FleetThe Magpie Salute.
Os jovens Greta Van Fleet apresentam um tema não incluido no seu primeiro álbum e que pertence à banda sonora do filme A Million Little Pieces que tem na sua origem o livro de James Gray com o mesmo nome e que irá estrear em dezembro nos Estados Unidos.


The Magpie Salute são um grupo formado por Rich Robinson que inclui outros ex-membros dos Black Crowes. Eles gravaram um excelente primeiro longa duração no ano passado intitulado High Water I.
A 18 de outubro vai ser editado o segundo álbum, High Water II, e para já publicaram um video com o primeiro single que por aqui se partilha.


segunda-feira, setembro 02, 2019

40 anos atrás: Best, junho 1979

A revista francesa Best na sua edição de junho de 1979 destacava Patti Smith com presença de capa e em especial de oito páginas, incluindo entrevista, que aqui se reproduzem.











segunda-feira, agosto 26, 2019

50 anos atrás: Rock & Folk, julho 1969

Bob Dylan na capa da revista Rock & Folk de julho de 1969, ia esta publicação que ainda hoje persiste no seu número 30.
Destaco um anúncio ao disco de Alan Jack Civilization (ils sont français!), que neste ano editaram o seu único trabalho de longa duração. De titulo Bluesy Mind aportava notórias influências do chamado som psicadélico que marcou esta década.



segunda-feira, julho 22, 2019

Entrevista a Rick Nielsen dos Cheap Trick

Entrevista a Rick Nielsen, guitarrista dos Cheap Trick no jornal Musicalíssimo Nº 14 da 1º Quinzena de dezembro de 1980.
O grupo dos Estado Unidos havia feito uma curta digressão por Portugal no mês de novembro atuando nos dia 13 e 14 em Lisboa e no dia 15 no Porto.
Depois só voltaram por uma vez e foi a 22 de Junho de 2011.





quarta-feira, julho 10, 2019

Scorpions voltaram a Portugal



Hoje o assunto é a banda Scorpions, provavelmente a formação de Hard Rock que mais vezes actuou em Portugal.
No passado dia 26 de junho num Altice Arena praticamente lotado presenciamos mais uma vez a eficácia dos alemães que tanto parecem gostar deste pais.
Nesta publicação vamos lembrar as datas e locais de todas as ocasiões em que cá vieram contando com a preciosa ajuda do site setlist.fm.
Tudo começou em 1993, Cascais com um bilhete que custou 4 mil escudos.


1993
outubro 29 - Praça de Touros, Cascais

1997
julho 3 - Festival Imperial Ao Vivo, Alfandega do Porto, Porto

2001
fevereiro 4 - Coliseu, Porto
fevereiro 8,9 e 10 - Convento do Beato, Lisboa
agosto 16 - Portimão

2002
março 16 - Pavilhão Atlântico, Lisboa
março 18 - Coliseu, Porto

2003
agosto 9 - Praia da Vitória, Ilha Terceira, Açores
agosto 10 - Ponta Delgada, São Miguel, Açores 
agosto 13 - Albufeira

2004
agosto 1 - Expofacic, Cantanhede
agosto 29 - Festival do Crato

2007
dezembro 4 - Pavilhão Atlântico, Lisboa
dezembro 6 - Pavilhão Multiusos, Guimarães

2008
novembro 19 - Salão Preto & Prata, Casino Estoril

2009
julho 17 -  Festival Marés Vivas, Vila Nova de Gaia

2011
novembro 11 - Pavilhão Atlântico, Lisboa

2014
março 10 - MEO Arena, Lisboa

2016
junho 28 - MEO Arena, Lisboa

2017
julho 15 -  Festival Marés Vivas, Vila Nova de Gaia

2018
julho 11 - Estádio Municipal de Oeiras, Oeiras

2019
junho 26 - Altice Arena, Lisboa


quinta-feira, junho 27, 2019

Publicidade com 39 anos

Anúncio publicado no jornal Musicalissimo nº12 em novembro de 1980 a propósito do álbum A Case of the Shakes (Perfect for Parties) dos ingleses Dr. Feelgood.


sexta-feira, maio 31, 2019

Dire Straits no Musicalissimo em Dezembro de 1980

Dire Straits na capa do Musicalissimo nº 14, edição da 1º Quinzena de Dezembro de 1980. Há cerca de dois meses havia sido lançado o seu terceiro LP, de título Making Movies, que como viríamos a saber foi muito bem recebido por cá.
Provando a popularidade do grupo em Portugal os dois primeiros discos haviam sido galardoados com discos de ouro, o que se conseguia com a venda de mais de 30.000 unidades.